Sabe o que é o estado da arte?

Expressão usada para definir um nível mais alto de desenvolvimento seja de um aparelho, de uma técnica ou de qualquer área, um estado alcançado que define a excelência no que se propôs. Jimi Hendrix é considerado o estado da arte na guitarra, Picasso nas artes plásticas, a Aplle no mundo dos eletrônicos.
Quando se pensa que o “estado da arte” naquilo se faz pode ser alcançado por qualquer um, a gente logo imagina impossível, afinal, como ousar nos comparar com Jimi Hendrix, Picasso ou a Aplle?
Quem aí viu o filme do Stevie Jobs lembra da frase: “Quando você percebe que tudo de mais extraordinário que existe no mundo, foi feito por pessoas que não necessariamente são mais espertas e nem mais inteligentes que você, o mundo munda, porque você começa acreditar que também pode”.
Onde foi que largamos nossa capacidade de acreditar que podemos? Se você vende alguma coisa, pode atingir o estado da arte naquilo que faz; se é atende numa empresa de telefonia, pode atingir o estado da arte naquilo que faz. Seja lá o que for, pode ser o melhor do mundo.
Sabe o que leva um artista a pintar uma tela em branco e torna-la um exemplar que vende milhões? Ser ele mesmo. Sabe o que leva uma pessoa comum a se tornar referência no mundo dos negócios? Ser ela mesma.
Ser você mesmo é o estado da arte de existir. Todo mundo trás de dentro de si o que sabe fazer com excelência, todo mundo tem uma paixão que o motiva a buscar ser o melhor, todo mundo pode e deve ser quem ele é. O estado mais puro da arte de ser.
Uma criança é assim, pura excelência. Observe como ela rabisca um papel e te entrega como uma tela de Picasso. Veja como ela toca sua guitarra de plástico, sem se importar com sua audiência, se achando o próprio Jimi Hendrix. Sabe mais que Stevie Jobs e é capaz de comunicar por telepatia com os bonecos do seu quartinho.
Esses mini gurus são entregues a nós, pais e mães. Sem querer, acabamos com sua criatividade, e o mundo com sua autoestima.
Se eu nunca mais puder mais falar e nem escrever para você meu pequeno, queria que soubesse apenas:
Que a paixão que está dentro do seu coração, pedindo para ser ouvida, é a essência de quem você é de verdade. Deve fazer dela sua vida. Nunca desista de ser e viver no mais puro estado da arte.

Bom dia

As 6:20 da manha, já sentada no computador para trabalhar, ouço sua vozinha preguiçosa do seu quarto:
– Mainhê, tira esse “panisseiro” daqui. (travesseiro pra você).
Eu respondo de onde estou:
– Bom dia Alfredo.
-Nada de bom dia, nem acordei ainda.
Um filme na minha cabeça, e morrendo de rir, te respondo:
– Ta bem mini Bruno, volta a dormir.
Fiquei aqui, procurando uma palavra que expresse minha alegria e gratidao por ele e por você.
Preguiça vai, preguiça vem… e o famoso “mais cinco minutos” ele nem precisou te ensinar.

Eu tenho algum poder?

Buscamos frases e textos que nos motivem a ver a vida de forma mais positiva, a dar valor ao dia, as coisas boas. Vasculhamos redes sociais atrás do exemplo de pessoas que tem sucesso naquilo que mais nos incomoda: o corpo perfeito, a abundância financeira, o amor de verdade, conseguir parar de fumar ou beber.
Algumas vezes a luz se acende e acreditamos que agora pegamos o fio da meada, conseguimos ir longe no caminho para o sucesso proposto. Até, escorregar na casca da banana. E ai, pra levantar e seguir em frente é difícil não é? Porque será que essas pessoas conseguem? Para elas parece tão fácil né?
Elas exibem o corpo enxuto, resultado da disciplina de treinos, combinado com dieta e suplementos. Veem seus projetos saindo do papel e se tornando cases de sucesso na vida real. Sobem cada vez mais degraus naquilo que se propõem. Daqui, nos perguntamos: Porque não sou determinada, disciplinada e persistente desse jeito? O que eles têm de diferente de mim?
Não convencidos, juntamos meia dúzia de pretextos que nos ausente da responsabilidade: Fulana tem esse corpo lindo porque tem grana pra fazer todo tipo de tratamento além da dieta. O fulano consegue ter sucesso no empreendimento dele porque já vem de família rica. Aquela pessoa consegue parar de fumar porque todo mundo da família apoia, na minha casa é diferente.
Isso mesmo, a gente encontra desculpas quando não conseguimos atender nossas expectativas. Talvez seja difícil assumir que é nossa responsabilidade, e demais ninguém, qualquer coisa que queremos. Impossível deixar de fumar porque seu namorado fuma ao seu lado? Já pensou se você realmente quer deixar de fumar? Não consegue ter o corpo da inspiradora geração saúde? Talvez nunca tenha aquele corpo mesmo, pois genética é genética, mas terá o melhor que puder se levantar do sofá e se propuser caminhar até conseguir correr, e correr todo dia, junto com a dieta que te deixe de bem com a vida , nada de loucura em nome de beleza, até porque beleza que dura a vida toda tem tudo a ver com bem estar. Quer dinheiro para fazer seu negócio prosperar, ou apenas ganhar mais no trabalho? Quer mesmo, de verdade? Comece analisar quanto tem de consciência próspera, a que você anda dando mais sua atenção: ao que você quer ou ao que você não tem?
Você não é diferente de ninguém, e não adianta distrair sua mente com a desculpa de que eles têm mais oportunidades e por isso tudo fica mais fácil. Quando a gente quer alguma coisa de verdade, a gente faz. E quando dá errado, a gente analisa onde errou e tenta de novo, de um jeito diferente. Ajusta horário, estuda mais um pouco; cede aqui, expande acolá. Se você não acredita que é capaz, precisa de um passo libertador em direção ao que te impede de ir.
Quando decidi voltar para Juiz de Fora, cidade que vivia com seu pai, não tinha a menor idéia se ia dar conta do recado. Mas fui. Quer saber? Não poderia ter feito coisa melhor para mim mesma (lógico que hoje é mais fácil para falar disso). Sofri, mas sobrevivi. E minha vida nunca mais foi a mesma.
As grandes lições a gente aprende quando está aberto a aprender, a crescer, quando elas nos chegam de forma impactante, quando mudam a nossa vida. E para isso, só precisa decidir mudar a sua vida.
Você ainda duvida que tem poder?

O sexto sentido

Ouvimos a vida toda que mulher tem sexto sentido. De fato, temos. Mas todo homem tem também.
Quando chegamos perto de um forno quente, nosso tato indica o perigo, sentido um. Através dos nossos olhos enxergamos a beleza do sol nascendo no mar, sentido dois. O doce do mel agrada qualquer paladar, terceiro sentido. O cheiro desagradável de um rio poluído nos aciona o quarto sentido. A audição, quinto sentido, te convida a reconhecer, mesmo de longe, a melodia de sua música preferida.
Além dos cinco sentidos físicos dos quais estamos ativamente cientes, há outro sentido menos percebido, e igualmente desenvolvido nos homens e nas mulheres – o sentido da emoção.
Exatamente como qualquer outro sentido, este sexto, que talvez você tenha descoberto só agora, está ativo em você desde o dia em que nasceu. E da mesma maneira que ninguém precisou lhe ensinar a ver, ouvir, cheirar, sentir ou tocar, você não precisa de treino para saber que está sentindo emoções.
Não é pretensão minha anunciar descoberta de um sexto sentido na humanidade, a consciência de emoções é comprovada pelas conversas, quando se explica como se sente em relação a qualquer experiência de vida: “sinto-me triste”, “culpado”, “feliz”.
Na verdade o sexto sentido – aqui definido como emoção – perdeu seu significado de algo oculto e misterioso, atribuído às mulheres que, supostamente, se beneficiariam dele para antever situações do dia-a-dia como: o bebê em risco; a mala de viagem do verão com uma pecinha de roupa de inverno; o marido que disse que ia atrasar no trabalho, etc e tal.
Portanto, atenção, mulheres tem o sétimo sentido.
As emoções são bússolas poderosíssimas de orientação, elas têm um grande papel na experiência de vida, pena que temos pouca consciência do surpreendente valor e poder das emoções. Damos pouca importância a compreensão de como elas existem, o que elas significam e o mais importante: como utiliza-las . O que sabemos sobre emoção é causal: sentimos felicidade porque algo bom nos aconteceu. Estamos tristes porque algo ruim aconteceu.
Experimenta rastrear lá dentro de você o motivo da ansiedade, diante de algo que ainda não se concretizou.
Uma consciência de suas emoções e o que elas significam é essencial para sua evolução, mais ainda para seu conhecimento sobre si mesmo. Percebendo o que sente e como se sente, você é capaz de se orientar e se ajustar diante das dificuldades. Não falo em reprimir, não acho que nada deva ser reprimido em nós, mas temos que ter controle sobre nós mesmos, já que não temos controle sobre o outro e nem sobre o inesperado.
Todos os cinco sentidos que você já conhece são relacionados com o seu ambiente externo, ou como você experimenta e recebe o mundo aqui fora. A emoção tem a ver com seu mundo interno. Esse misterioso e desconhecido “Você mesmo” que trás consigo; seus sentimentos e reações diante do que a vida lhe apresenta. Seja um curioso sobre você mesmo, estimule seu sexto sentido, vasculhe suas emoções. Você já é capaz de reconhecer o som que te agrada, o cheiro que detesta, o melhor gosto ao paladar, a dor de uma espinhada no dedo, e sabe perfeitamente quais cores mais gosta.
Mas sabe controlar suas emoções?
20121211-094031

A árvore e o pé de feijão

Uma odisseia natalina. Cheguei ao final do domingo com arranhões pelos braços e unhas lascadas, como se deixasse a arena de luta com leões. Tudo para montar a árvore de natal e colocar luzinhas pisca-pisca na varanda. A sua alegria valeu o desgaste, nem queria dormir de tanta emoção.
Ao lado do boneco de neve, sua foto com papai noel. O bom velhinho foi um amor, e vendo seus olhinhos alegres ele perguntou: – “Alfredo, você sabia que tem criança que não acredita em papai noel?”
Sabe de nada inocente, pensei; para Alfredo é mais difícil acreditar em papai de verdade.
Árvore montada e luzes instaladas; resolvi tocar no assunto do papai Bruno, afinal, desde quando disse a você que ele morreu, parece que você o matou aí dentro, nunca mais perguntou nada. Eu estava preocupada com sua vontade de voar para encontrar seu pai no céu, não dá pra alimentar essa expectativa e assistir calada sua ideia frustrada de chegar até ele. Há muito tempo decidi trabalhar a sinceridade com muito amor, sempre respeitando seu tempo e necessidade, e a morte não é uma figura da qual podemos escapar e muito menos enganar.
Reconstruí meus conceitos sobre morte e principalmente sobre vida, quero ensinar a você minha própria verdade acerca das duas maiores certezas: viver, sabendo que tudo que está vivo morre. Morrer, vivendo de verdade.
Sempre serei honesta, e nem sempre terei todas as respostas, aí buscaremos juntos.
Para tentar amenizar um pouco o que se passa dentro do seu coraçãozinho, colocamos um grão de feijão no algodão molhado, ele vai nascer, crescer e morrer. Vamos osbserva-lo todo dia e vou explicar o que está acontecendo, vamos falar sobre a vida e a morte da forma mais natural possível.
Quando algo morre, não há volta, mas a gente consegue buscar lá dentro o que ficou guardado no coração. Sei que as sensações que sente agora, serão substituídas ao longo de sua vida, nossa memória sensitiva funciona como uma caixa de entrada de e-mails, a medida que vai se enchendo vamos deletando para receber novas mensagens. Sei também que começo hoje a estruturar uma personalidade forte e firme diante dos imprevistos do dia-a-dia, espero conseguir imprimir em você uma “educação sentimental” capaz de enfrentar a morte de quem ama, com o amor que recebeu enquanto essa pessoa viveu.
Nossa casa agora tem uma árvore de natal linda, e ao lado dela cresce um pezinho de feijão, os dois representam nascimento, vida, amor, transformação. O pezinho de feijão vai deixar frutos e vai morrer; a árvore de natal vai ser desmontada e vamos esperar o coelhinho da páscoa. Tudo precisa ir, para que outras coisas possam vir.
A boa notícia é que tudo que é verdadeiro dentro da gente, vira paisagem no coração. E todo mundo admira paisagens. Bom mesmo é acumular coisas bonitas aí dentro, quando as coisas ficam feias aqui fora, a gente pode se refugiar dentro do peito.
É… O amor é mesmo uma forma de cura.
129